Meus visitantes

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Nada...

Abro a janela
A rua deserta me inspira
Leva-me a pensar
Vida solitária
Gosto amargo da derrota
O que mais importa?
O nada me envolve
Nem o pranto comove
A aridez invade a alma
E nada me acalma
Nem o brilho das estrelas
Nem a beleza da lua
Nem o sol nem o mar
Talvez você nua
Devolva meu desejo de lutar
Postar um comentário