Meus visitantes

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Banho de Chuva


A água deslizava voluptuosa
Em teu corpo
Percorria cada curva e morria no chão
Deixando tua pele limpa
Incitando a uma breve paixão

Cada gota uma sensação
Como um gato espreitando a presa
Estava eu diante de ti
O ar faltava em meus pulmões...

Só te olhar
Contemplar tua beleza rara
Conter a emoção e os desejos
E esperar outra chuva cair.
Postar um comentário