Meus visitantes

sábado, 27 de agosto de 2011

Libélulas...


Teu segredo
Revela-se no teu olhar
Na tua alma de poeta
Na sensibilidade de tuas palavras
Neste sorriso que acalma
Nas asas de uma borboleta...

Teu segredo
Descortina-se entre as nuvens
Nas asas de uma libélula
Num instante mágico
De amor e de poesia
Desta tua alma de poeta

Postar um comentário