Meus visitantes

sábado, 15 de outubro de 2011

Invisível


Insisto:
- Eu existo. Notem-me!
Tenho a face marcada
Nas mãos trago flores
E na alma muitos amores

Notem-me!
Faço versos, rimas...
Sentimentos nas palavras trago
E no coração um desejo de afagos
Insisto:
- Eu existo.

Eu existo e sou poeta
Brinco com as palavras
E delas amigo me tornei
Aos versos me apeguei
E rosas nas mãos trago
Há alguém pra me dar um afago?

Eu existo. 
Notem-me!
Não desisto.
Insisto...
Postar um comentário