Meus visitantes

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Indefesa



Indefesa como uma pluma ao vento
Carinhosa me beija e me afaga
Faz mimos e se abre em risos
Torno-me uma criança
E me faço pequeno ao seu lado
Canções eu canto só pra você
E me perco no tempo
Quando estou ao seu lado
A sua dor me maltrata
O seu sofrimento me machuca
Olhar em teus olhos tristes
Faz-me sentir confuso
Não ter as respostas que busco
Causa-me desalento
Quero você a todo o momento
Separar-me de ti não posso imaginar
Quero ao seu lado estar sempre
E sorrir junto, contar histórias
Rolar na grama, na cama  e na areia
Sentir seu toque delicado
Beijar sua pele macia
E me deitar ao seu lado todo dia
Alisar seus pés com carinho
E sussurrar nos seus ouvidos sempre
Eu te amo. Isso é tudo.
Postar um comentário