Meus visitantes

sábado, 17 de março de 2012

Amarga



No teu quarto escuro
Não há espaço para os raios de sol
Nem a lua pode te visitar
Nem a brisa teu rosto suavizar

Onde escondeste o riso meu amor?
Onde estão os teus olhos
Que não veem mais a beleza das flores?
Tuas mãos manchadas de sangue
Tateiam na escuridão...
Onde escondeste o riso meu amor?
Postar um comentário