Meus visitantes

terça-feira, 30 de julho de 2013

Jugo



Se quiser eu te levo pra casa
Não precisa passar por essa situação
Os tolos não compreendem tua dor
Não entendem a alma de uma mulher
Esqueça o que estão dizendo
Se quiser eu posso voltar depois
E se precisar te ajudo a recolher o que sobrou


Eu vi o teu esforço, a tua luta,
Não te culpes!
Os tolos não compreendem o amor
A luz ainda brilha, mesmo que teus olhos não a vejam
Estão inebriados pela dor, tudo torna turvo, obscuro...
Se quiser eu te levo pra casa
E nem precisa me dar explicação


Eu sei que está confusa,
Mas vejo tuas feridas, elas são reais
Não há poesia nos teus olhos
Nem vejo esperança em teu coração
O medo te tornará escrava
e o tempo dos senhores já passou


Eu te darei um nome se quiser
Cuidarei de tuas chagas...
e te devolverei a vida que perdeu
Restituirei tua dignidade de mulher
Mas se quiser ficar...
Enfeite tua canga e seja feliz.

Postar um comentário