Meus visitantes

sábado, 24 de agosto de 2013

Sonhos reescritos


Eu quero acordar e não mais sonhar
A liberdade me convida
Há uma viagem, um longo caminho a percorrer
Talvez você não possa ir comigo
Preciso de silêncio, de um tempo pra pensar
Há imagens de vida feliz em minha mente
Mas são só imagens…

Você precisa entender os meus rabiscos na parede
Já tentei escrever nas entrelinhas do teu coração
Coloquei nariz de palhaço pra atrair sua atenção
Parece que vê do lado contrário
E o que poderia ser belo se torna feio e desprezível
Alma fria, pele indolor, onde está o amor?

Eu quero acordar e andar de braços abertos pela casa
Não quero tropeçar nos seus sapatos
Necessito de um tempo, preciso rever a nossa história
Quebrar muralhas, atravessar barreiras
Não precisa se preocupar, eu vou me cuidar
Há nuvens no céu azul, mas fique tranquila
A tempestade não chegará até aqui

Quero viver as imagens de minha mente
Transformar o mundo ao meu redor
Preciso de caneta e papel pra reescrever
Cada momento sonhado com você
Preciso de um tempo, entenda meu silêncio
Não quero palavras duras
Nem abrir feridas no seu coração
A dor me faz calar, e eu acho que é melhor

Quero acordar e contemplar a beleza de um mundo novo
Deixar flores pra você sentir o perfume
Dividir idéias, partilhar nossos momentos
Sentir seu coração pulsar junto a meu peito
Quero a alegria de um encontro,
O romantismo, mesmo que seja piegas
Mas é só um sonho
e eu não o quero mais quando acordar.

Postar um comentário