Meus visitantes

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Doce Dulce


Doce é o teu nome
Doce são teus beijos
Privilégio dos anjos agora
Doce são tuas palavras
Doce é a saudade que ficou


Quanto tempo já passou!
E a lembrança tão viva permanece
Não há distância que separa o amor
Nem o tempo pode esconder o amor
Já não tenho mais os teus afagos
Nem o teu olhar sereno em minha direção
Nem mesmo posso sentir o teu cheiro
E as batidas do teu coração


Sobrevivi ao tempo e às dores
Até pensei que morreria de amores
Mas aqui estou
E entendo tua jornada
Compreendo o teu adeus
Aquele olhar, último olhar: a despedida


Tenho saudade do cheiro de tua comida
Dos teus cochilos à tarde
Tenho saudade de sentar diante da tv
e assistirmos tua novela favorita
Tenho saudade de espantar borboletas
ao teu lado em nossa pequena horta
e saborear teus doces
Não tão doces quanto o teu nome
Tenho saudade…


Mas vivo com a doce lembrança
da tua presença em minha vida
e sigo minha jornada
orientado pelos passos que me ensinou
com a doçura de uma mãe.

Juarez do Brasil
Postar um comentário