Meus visitantes

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Já deu um abraço hoje?


Tenho observado que as pessoas pouco se abraçam hoje em dia. Estão muito atarefadas e não sobra tempo para isso. Quando se encontram, cumprimentam com um rápido aperto de mão ou muitas vezes nem isso. Se soubéssemos o quanto um abraço é importante, abraçaríamos sempre. Vou relatar um episódio que esclarece bem isto.

Certo dia, um pregador estava indo evangelizar numa cidade distante da sua. Na rodoviária, um mendigo aproximou-se dele e pediu algo para comer. Ele não tinha muito para lhe oferecer, mas foi até uma lanchonete e comprou um suco e um pastel frito e deu ao homem. Sentou-se ao seu lado e ficou observado-o. Ele comeu com tanta rapidez, tamanha era sua fome, que o pregador sorriu olhando fixo em seus olhos. O mendigo ficou encabulado, agradeceu e já ia saindo quando aquele jovem rapaz lhe disse:

- Quero lhe dar algo mais. Posso?

Sem saber o que era, respondeu que sim. Aquele pregador aproximou-se dele e o abraçou afetuosamente. Demorou a soltá-lo, pois sentiu que aquele maltrapilho chorava ao receber o abraço. Perguntou o que tinha acontecido. Ele respondeu que há muito tempo não recebia tanto carinho, que pela primeira vez em muitos anos se sentiu gente, filho de Deus.

E você como tem vivido o abraço? Não tem tempo? Falta coragem? Lembre-se que muitos necessitam mais de abraço do que de pão, assim como aquele mendigo. Com certeza, a partir daquele momento a sua estima melhorou. Sentiu-se alguém, sentiu-se amado. Quantas pessoas deveriam dar o que ele pedia apenas e não o que ele mais precisava!

Quantos de nós precisamos de um abraço! Quantas feridas são curadas com esse simples gesto! Quantos filhos esperam essa atitude dos pais! Quantos pais esperam um abraço dos filhos! Quantos casais não se abraçam mais! Não coloque a culpa no tempo e saia para o abraço meu irmão, e verá o que acontece...
Postar um comentário