Meus visitantes

sábado, 7 de junho de 2014

Rastros na areia

Seus rastros na areia
daqui a pouco a água levará
E o que vai ficar?
Estou vigiando o vento
pra não soprar a marca dos seus pés
Mas sei que a maré vai subir


O que vai ficar?
O que vai ficar?
Seu suor ou vinho derramado na areia?


Em um dia de sol
Partilhamos a mesma taça de vinho
Você me fez sorrir
Resgatou meus sonhos naufragados
e partiu…


Pra onde?
Pra onde?


Como uma brisa que passa
Inebriou meu coração
Perfumou minha alma de esperança
Mas não quis ver o sol se por
Deixou a taça cair
e o vinho a areia colorir


Eu ainda tentei segurar sua mão
Com um sorriso beijou-me os lábios
e partiu

Postar um comentário