Meus visitantes

sábado, 12 de julho de 2014

Se eu for embora

Se eu for embora
nada mais será como antes
Todos os beijos de amor
ficarão perdidos
Os sonhos se dissiparão
como bolhas de sabão ao toque das mãos


Se eu for embora
não farei mais canções de amor
Viverei de lembranças boas, se houver
Voarei até o mais alto que puder
Até encontrar o meu destino
Correrei livre pelos campos
Como nos tempos de menino


Há dois estranhos no mesmo ninho
Dois pássaros numa mesma gaiola
Dois nômades em busca de abrigo
E mesmo que eu não vá embora
é como se já tivesse ido

Postar um comentário