Meus visitantes

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Conflitos de casal: as contas

camiloaparecido.blog.terra.com.br

- Eu já disse que esqueci Alfredo.
- Simples assim?
- É. Simples assim. Será que eu não tenho o direito de esquecer? Você já parou pra pensar que sou eu quem tem que dar conta de tudo aqui nesta casa?
- Quem coloca dinheiro aqui dentro?
É você por acaso? Eu entreguei as contas de água e luz na sua mão e te dei o cheque pra pagar. E você simplesmente diz que esqueceu?
- Eu não sei por que sou eu que tenho que pagar isso. Não tem um boy na sua empresa? Manda ele fazer isso. Eu sou muito sem tempo.
- O boy está lá pra fazer serviço da empresa e não meu. Quantas vezes eu preciso dizer isso?
- Não aguento essa sua mania de… Todo mundo faz isso. Minhas amigas que trabalham fora fazem isso e não tem nada demais.
- Problema delas. Eu não gosto de dar o meu direito. Já imaginou se o meu chefe procurar pelo boy quando ele estiver fazendo um favor particular pra mim? Com que cara eu vou ficar? Vou ter que responder entre os dentes: “Ele foi ali pagar umas continhas pra mim, mas já está voltando.”
- Você dramatiza demais Alfredo.
- Pense como quiser. Eu não vou mudar isso por causa de sua má vontade…
- Má vontade não senhor!
- Má vontade sim. Por que não pagou aquelas merdas?
- Já disse que esqueci. Você não vê que eu me levanto cedo e fico ralando o dia inteiro nesta casa pra quando você voltar ela estar limpa, cheirosa e agradável…
- Chega Leda! Estou cansado deste seu papo de dona de casa exemplar.
- E eu não aguento essa servidão sua no seu trabalho.
- Está bem. Vou pedir demissão e viveremos de brisa.
- Você está mudando o rumo da conversa.
- Cadê as contas? Vou pagar amanhã na hora do almoço.
- Não. Pode deixar comigo. Não quero que desperdice seu tempo de almoço com coisas que são minhas.
- Por que a ironia?
- Estou sendo sincera. Pagar as contas não está incluídas nas minhas obrigações de dona de casa EXEMPLAR?
- Você se chateia fácil demais.
- E você Alfredo quando quer sabe ferir. Você tem a palavra certa pra espezinhar…
- Eu? Ah! Para com isso… Eu só perguntei por que não pagou as contas…
- Tá bom. Esquece. Não quero começar tudo de novo.
- Vou tomar um banho… Pregue na geladeira pra não esquecer.
- Eu não vou esquecer.
- Mas você já esqueceu antes…
- Não se preocupe comigo. Fique tranquilo, amanhã quando o senhor chegar as suas contas estarão pagas. Vou te entregar os comprovantes para guardar.
- Você não precisa falar neste tom.
- Ah! Não enche! Vá tomar o seu banho e me deixa em paz!
- Você não vem comigo? Vamos lavar essa roupa suja lá no chuveiro? Vamos…
Postar um comentário