Meus visitantes

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Não chore por minhas dores


Se fosse pra descrever em uma palavra
o que sinto agora, seria dor
Há uma lança cravada em meu coração
Aquilo que era certeza virou dúvida
O que era silêncio se tornou inquietação
Palavras doídas chegaram aos meus ouvidos
Bebi o veneno da sua ira
Fiquei entre a vida e a morte

Não precisa chorar por mim
Lembra dos meus beijos com ternura
Do meu ombro que te acolheu
Não precisa sofrer por minhas dores
Eu as carrego sem problemas

Meus olhos já não distinguem a luz das trevas
Há uma névoa de dor e amargura em minh´alma
Eu clamo por justiça, eu insisto em permanecer de pé
Busco a esperança, mas tudo está obscuro
Só peço que não chore por mim
Talvez minha dor lhe dê prazer
Talvez eu preciso da dor pra sobreviver

Juarez do Brasil
Postar um comentário